APRESENTAÇÃO

A realidade atual nos obriga a enfrentar desafios cada vez mais proeminentes em diversos setores revelando nossa incapacidade de lidar com os problemas existentes através de uma visão tradicional que privilegia o conhecimento específico e especializado em detrimento do conhecimento mais abrangente. Ao invés de analisar as questões contemporâneas como um todo, esse tipo de pensamento compartimenta os problemas, afastando-nos da possibilidade de propor soluções efetivas a médio e longo prazo. Exemplo disso é que, muitas vezes, a preocupação com o meio ambiente não é motivação suficiente para sermos mais seletivos quanto a escolha de produtos e serviços e não raramente colocamos o preço como fator decisivo para aquisição dos mesmos, sem considerar impactos sociais ou ambientais dessa escolha. Em relação à nossa saúde, é comum buscarmos soluções patológicas em medicamentos, quando poderíamos mudar nossos hábitos alimentares e de vida como forma de uma solução mais eficiente para o problema.

Diante da dificuldade para resolver os conflitos emergentes do mundo globalizado, como desequilíbrio social e ambiental, crise de valores e identidade cultural, que nos obrigam a romper com velhos paradigmas e a repensar nosso papel no mundo, precisamos de uma nova forma de ver o mundo, mais complexa, sistêmica e coerente com a realidade em que vivemos, que propicie a compreensão da interdependência das nossas ações e permita a descoberta de soluções efetivas que deem conta das transformações em nível local e global.

Dentro dessa perspectiva, o Encontro Eu no Mundo de Todos pretende criar uma oportunidade de debate multidisciplinar sobre os temas relacionados à inovação, sustentabilidade e conhecimento. A discussão será orientada a partir dos estudos da complexidade e teoria dos sistemas realizados por Edgar Morin e Fritjof Capra, abordando também os modelos propostos por Otto Scharmer e Adam Kahane.

O Eu no Mundo de Todos é um coletivo formado por alunos do mestrado e doutorado da Coppe/UFRJ que se reuniram com a vontade de conectar pessoas e outros grupos para discutir conceitos e promover ações relacionadas à visão sistêmica e o pensamento complexo.

OBJETIVOS

– Aprofundar, refletir, debater e questionar a visão sobre problemas contemporâneos em cima dos temas sustentabilidade, conhecimento e inovação;
– Identificar desafios e oportunidades inerentes à forma de pensamento multidimensional;
– Geração e troca de conhecimento de forma multidisciplinar com pessoas de diferentes áreas do saber;
– Criar uma agenda para difundir a visão sistêmica e complexa;
– Auxiliar na tomada de decisões estratégicas no âmbito da sustentabilidade, conhecimento e inovação.

Comentários

 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.